Francês

“La Haut sur La Montagne”

1) Você reconhece alguma palavra nesta canção?

2) Qual é a relação de parentesco entre o francês e o português?

3) Você percebe o sotaque do cantor ao contar a história em português no final?

Gramática:

O francês é uma língua em que há uma grande diferença da escrita em relação à fala. Para mim, é como se houvesse muitas letras para poucos sons, pois não são todas pronunciadas, mas, em geral, o conjunto delas. Eis o tritongo “eau”, que se lê “ô”.  É claro, um “ô” diferente do nosso, porque há que fazer um “biquinho”, que creio ser a maior dificuldade na pronúncia do francês. Este biquinho também faz com que o “i”, se pareça com o “u” e vice-versa.

O “s” no final das palavras quase nunca é pronunciado, como o “s” que muitos, erroneamente, não dizem nos plurais no Brasil.

Mas, enfim, o francês é uma língua latina e tem palavras que se parecem com o português, outras com o castelhano e outras com o italiano. Como numa família um se parece com o pai, outro com o irmão, outro com a tia. Um tem os olhos do avô, a boca da mãe, o corpo do primo, etc.

O Brasil tem uma particularidade: ele absorve tudo o que vem de fora, valoriza, e às vezes transforma, abrasileirando:

Veja essa canção do Ednardo:

Anavantu anavantu anarriê

Ne pa de qua, ne pas de qua, padê burrê

Igualitê, fraternitê e libertê

Merci bocu merci bocu não há de quê

Anavantu anavantu anarriê quer dizer, ir pra frente duas vezes e depois voltar para trás, como o comando na dança da quadrilha (que tem origem francesa).

Ne pa de qua, é o mesmo que responder “de nada”.

Padê burrê  é um passo de balé.

Igualité, fraternité e liberté são as palavras do lema da revolução francesa.

Merci bocu, obrigado.

Veja abaixo como se escreve corretamente em francês:

An avant, an avant, an arriere 

ne pas de quoi ne pas de quoi 

pas de bourree

égalité, fraternité e liberté,

merci beaucoup, merci beaucoup  não há de quê

A França sempre foi ligada às artes, à cultura e à moda. Dizem também que Paris é a cidade do amor. Além disso, é o terceiro país europeu (depois da Inglaterra e Espanha) que mais tem colônias no mundo: África, Ásia e América. Isso fez com que se divulgasse muito sua língua.

ballet clássico tem toda sua nomenclatura em francês.

Há inúmeros e grandes museus  em Paris, mesmo que contenham obras de culturas de outros países do mundo. Eles se apropriaram desse patrimônio mundial, mas, por outro lado, o conservam e  valorizam. Os países pobres e em desenvolvimento às vezes não têm consciência de preservação histórica, e, em muitos casos, é o seu próprio povo e governo que destroem tal patrimônio.

Na moda, os franceses são estilistas da alta costura e prêt-à-porte (pronto para usar) e realizam grandes desfiles e lançamentos na moda.

Nas artes, participaram e influenciaram a muitos movimentos de vários lugares, épocas e gerações: renascentismo, impressionismo, expressionismo, surrealismo, cubismo, art nouveau, modernismo etc.

No cinema, além de criarem estilos (nouvelle vague, avant-garde) e produzirem clássicos, sediam importantes prêmios cinematográficos.

Por tudo isso, sua língua nos chega e fica, esponjas que somos.

É difícil traduzir a letra de uma música, já que ela tem ritmo e melodia definidos. É praticamente impossível colocar ideias e frases idênticas na métrica e na prosódia da canção. O mais comum são versões. Esta canção, “La haut sur la montagne”, tem uma versão em português que é assim:

No alto da montanha 

Bem perto lá do céu

Havia um castelinho,

Onde um rei viveu

De lá se via o céu,

A terra ao longe,    

O sol e o mar

No alto da montanha

Quem dera  eu lá morar.

Aula de música 

1) Atenção para o intervalo de 8ª logo no começo: “la haut sur la montagne”.

Nos arranjos do CD, tentamos em todas as músicas reproduzir uma ideia do estilo musical e cultural de cada lugar onde são faladas as línguas. Escolhemos um estilo swing para representar a França, por ser muito comum lá. Também os mais importantes músicos do jazz americano fizeram carreira na França. O violinista francês Stéphane Grappelli caracterizou o estilo de jazz swing com violino na França.

 

Anúncios

4 Comentários

Arquivado em Uncategorized

4 Respostas para “Francês

  1. josé

    muito bom! só esqueceu de diz er que nas rádios francesas cerca de 70% é de música brasileira.

  2. @fasidrim

    amei estou muito entusiasmada com essa cultura.

  3. @fasidrim

    muito obrigada por fazer parte dessa rede.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s